Galeria

Vem aí a 6º Edição do Festival da Lagosta de Maragogi 2015

Esta galeria contém 1 imagem.

Os preparativos para a realização do evento gastronômico mais saboroso de Alagoas já começaram. A Secretaria Municipal de Turismo de Maragogi e o Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau (CCC&VB) apresentaram, durante reunião com o trade turístico, o projeto … Continuar lendo

Avalie isto:

Um evento de dar água na boca!

festival da lagosta

festival da lagosta

 

Praias paradisíacas, belas paisagens e os mais deliciosos sabores do Nordeste se unem no 5° Festival Gastronômico da Lagosta de Maragogi e Japaratinga, que acontece entre os dias 03 a 07 /09 de 2014, no Litoral Norte de Alagoas.

O evento movimenta o turismo da região e proporciona experiências inesquecíveis para os viajantes que querem conhecer um pouco mais da cultura, gastronomia e belezas naturais dos dois municípios, que ficam distantes quase 130 km das capitais Maceió (AL) e Recife (PE).

Fonte: http://festivaldalagosta.com.br

 

 

Maragogi e Japaratinga anunciam data do 4º Festival Gastronômico da Lagosta

 

Sol, belas praias e um evento de dar água na boca

Praias paradisíacas, belas paisagens e os mais deliciosos sabores do Nordeste se unem no 4º Festival Gastronômico da Lagosta de Maragogi e Japaratinga, que acontece entre os dias 9 e 17 de novembro de 2013, no Litoral Norte de Alagoas.

O evento movimenta o turismo da região e proporciona experiências inesquecíveis para os viajantes que querem conhecer um pouco mais da cultura, gastronomia e belezas naturais dos dois municípios, que ficam distantes quase 130 km das capitais Maceió (AL) e Recife (PE).

Nesta edição, alguns dos melhores restaurantes locais vão mostrar o trabalho dos seus renomados chefs, que criarão pratos especiais com lagosta, com descontos de até 40%. Entre as atrações, destaque para as aulas-show ministradas por chefs convidados, que vão promover a interação do público com a culinária, e para o rico artesanato da região e outros famosos quitutes, como bolinho de goma e a bolacha Maragogi.

O festival é uma realização da Prefeitura de Maragogi, Prefeitura de Japaratinga e AHMAJA (Associação do Trade Turístico de Maragogi e Japaratinga).

Maragogi e Japaratinga

Conhecidas especialmente por suas belas piscinas naturais, a região de Maragogi e Japaratinga revela muitas surpresas. São 15 praias, em 37km de costa, com areias branquinhas, coqueirais e águas mornas e cristalinas. Os viajantes encontram ainda excelentes opções de hospedagem, desde resorts sofisticados até aconchegantes pousadas e chalés. Além de uma natureza preservada, com lindos visgueiros (árvores remanescentes da Mata Atlântica), a região ainda possui um povo alegre e acolhedor que guarda suas tradições na culinária.

Fonte: http://festivaldalagosta.com.br

Passeio por Japaratinga

A 10 Quilômetros de Maragogi,  JAPARATINGA  é um lugar para quem gosta de se entregar ao sol, beber água de coco fresca ou simplesmente caminhar pela areia, enfim, integrar-se totalmente à natureza. Um lugar selvagem o suficiente para quem deseja esticar as pernas e ver o tempo passar na maior tranquilidade.

Uma paisagem pra lá de privilegiada, que combina mar, arrecifes, coqueiros, riachos, mangues e fontes de água mineral.
Navegar o Rio Manguaba que separa Japaratinga da vizinha Porto de Pedras, visitando os preservados manguezais, é uma das delícias que a região oferece.

Além das belezas naturais de Japaratinga, outros atrativos estão pelas redondezas. Podem ser realizados belos passeios pelos municípios vizinhos, como Maragogi ao norte e  Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres, ao sul, entre outros lugares fascinantes.

Passeios de buggy podem ser contratados com bugueiros que conhecem bem a região e as atrações naturais da fascinante Costa dos Corais.

PRAIAS

Com águas tépidas e um coqueiral deslumbrante, Japaratinga é uma das mais belas praias do litoral brasileiro. Melhor dizendo, são cinco belas praias, em 15 quilômetros de litoral.

A praia de Japaratinga propriamente dita fica na vila. É onde se encontram a prefeitura, os dois postos de saúde, as escolas, as praças, a delegacia, o mercado público e a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias, construída pelos holandeses há mais de 300 anos. Com águas mansas e mornas, tem bares e restaurantes.

Saindo da cidade para as outras praias, passa-se por belas falésias e chega-se a Praia de Bitingui, com suas casas de veraneio e águas mansas.

Logo depois vêm as Praia de Barreiras do Boqueirão com suas fontes de água mineral e agradáveis bares e restaurantes.

A seguir vem a Praia do Boqueirão, a mais deserta, com seus densos coqueirais, areias brancas e muita tranquilidade.

O quinto trecho é a Praia do Pontal, um encontro do mar com o Rio Manguaba. É ali que se toma a balsa para atravessar para a vizinha Porto de Pedras.

Melhor idade é destaque em Alagoas

Conhecer Alagoas é contemplar a natureza, admirar o verde dos coqueiros e das matas, o azul do céu e do mar, o dourado do pôr-do-sol que faz o visitante suspirar.

O estado é o destino ideal para quem procura harmonia e quer viver sua melhor idade. Admirar as belíssimas praias de águas tranquilas e cristalinas, mergulhar nas piscinas naturais formadas por recifes de corais, passear de barco no complexo lagunar dotado de ilhas e mangues, assistir ao encontro das águas da lagoa com o mar, é momento para relaxar.

Alagoas tem muitas histórias para contar e a melhor idade tem tempo para contemplar. Visitar as cidades históricas de Marechal Deodoro, Penedo e Piranhas e conhecer os museus, igrejas; conviver com a hospitalidade do alagoano, degustar os sabores da diversificada gastronomia, admirar o artesanato, sentir a tranquilidade de cada lugar e descobrir que tudo é convidativo para aqueles que só querem aproveitar, da melhor forma, a sua melhor idade.

Dicas:

Embarcar numa jangada à vela e conhecer as piscinas naturais de Pajuçara, um aquário natural formado pelos recifes de corais, com águas cristalinas e peixinhos que encantam os visitantes;

Caminhar pelo calçadão da orla de Maceió; parar e tomar uma água de coco. Observar o artesanato encontrado pelo caminho, ouvir o som do mar enquanto degusta uma tapioca. São tantas belezas a serem contempladas que não se percebe o tempo passar;

Conhecer o bairro de Jaraguá e, em cada visita a um dos suntuosos prédios, ter a sensação de voltar ao passado. Foi lá que Maceió começou a se desenvolver no século 18;

Conhecer o Pontal da Barra, bairro bucólico à margem da Lagoa Mundaú, que se destaca pelo artesanato confeccionado pelas rendeiras habitantes do lugar, que tecem o filé, renda típica de Alagoas;

Navegar no complexo lagunar Mundaú-Manguaba entre ilhas e canais; assistir ao encontro das águas com o mar e se emocionar quando o sol se põe no horizonte dando espaço para lua chegar;

Degustar a culinária alagoana em Massagueira, maior pólo gastronômico do Nordeste, com muitas opções: frutos do mar e da lagoa. Aproveitar para adoçar o momento e provar das cocadas e suspiros comercializados no lugar;

 

Conhecer a primeira capital de Alagoas, Marechal Deodoro; visitar suas igrejas, conventos e museus. Cidade à margem da Lagoa Manguaba, com rico patrimônio natural e cultural;

Embarcar numa escuna, no município da Barra de São Miguel, passear pela lagoa do Roteiro, contemplar seu encontro com o mar em uma das mais belas praias do Brasil, chamada Gunga;

Visitar o Pontal de Coruripe e, junto aos artesãos, manusear as palhas de ouricuri, um tipo de palmeira que serve de matéria-prima para confeccionar cestas, bolsas, chapéus etc;

Conhecer a cidade histórica de Penedo, cidade que tem como plano de fundo o majestoso rio São Francisco. O acervo histórico é um relicário vivo – patrimônio artístico e cultural de grande valor;

Passear de barco e mergulhar nas piscinas naturais de Paripueira e praticar aulas de hidroginástica ministrada por um profissional;

Visitar Maragogi, cidade encantadora com belos hotéis, resorts e pousadas. Muitos são os atrativos do lugar: piscinas naturais conhecidas por galés, que impressionam pela biodiversidade marinha. Outro atrativo é o sequilho – broa de goma – feito artesanalmente e comercializado no povoado de São Bento.

Fonte: http://www.turismo.al.gov.br

Gastronomia alagoana

A gastronomia alagoana seduz o paladar dos visitantes. São pratos feitos com diversos ingredientes e os mais nobres frutos do mar. Os restaurantes oferecem cardápio diversificado, com opções da culinária regional e internacional.

O serviço gastronômico é de qualidade, oferece cardápios com produtos do mar, dos rios e lagoas. O sururu, por exemplo, encontrado nas lagoas, é um molusco preparado à base do ingrediente da terra: leite de coco.
O coqueiro está presente em todo o Estado, ornamentando o litoral alagoano e proporcionando aos alagoanos e visitantes sombra e água fresca. A água-de-coco gelada é uma delícia. Do fruto do coco se extrai o leite para realçar o sabor dos pratos à base de frutos do mar e também para o fabrico de doces e cocadas, sobremesas deliciosas da culinária alagoana.

Maceió 

Além da culinária típica de Alagoas, existem outras opções gastronômicas para conquistar o paladar dos visitantes. Pratos da comida japonesa, peruana, portuguesa, italiana, francesa e chinesa, constam no cardápio dos restaurantes da cidade.   A culinária também se destaca pela variedade dos pratos da comida regional, a exemplo de carne-de-sol com fava ou feijão verde, feijoada, galinha ao molho pardo, picanha grelhada ou na chapa, pernil, bisteca, frango assado e as nobres carnes de avestruz e de búfalo, uma atração à parte. Para acompanhar as refeições, deliciosos sucos de laranja, acerola, mangaba, graviola, caju, goiaba, maracujá, pinha entre outros, e para sobremesa, doces de frutas tropicais.

O camarão, peixe, carapeba, siri, polvo e outros frutos do mar ou das lagoas fazem parte do cardápio, como, por exemplo, o sururu, molusco extraído das lagoas. A receita pode ser ao molho de coco ou cozinhado na água e sal (Sururu de Capote) e servido com casca. Do caldo é feito o pirão, acompanhado com arroz.

Variedades de quitutes especiais são os doces e bolos de tabuleiros encontrados em Riacho Doce. São produzidos no forno à lenha e alguns embalados com folhas de bananeira, como pé-de-moleque, brasileiras, bolos de milho, macaxeira e massa puba. Pode ser escolhida, comprado e degustado nas portas das quituteiras que mantém, há décadas, essa tradição no litoral Norte de Maceió.

Não podemos deixar de destacar as tapiocas, encontradas na orla das praias de Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca.  São feitas na chapa quente, servidas na hora, e o cliente escolhe o sabor do recheio. A tradicional tapioca é apenas feita com a goma e recheio de coco ralado.

Costas dos Corais

Pratos como moqueca de peixe, camarão no alho e óleo, lagosta temperada com azeite, siri na água e sal, maçunim ao leite de coco, lagosta cozida, lula e polvo acompanhado de vinagrete, fazem parte dos cardápios dos restaurantes de grande porte ou dos singelos e típicos do litoral norte, conhecido como Costa dos Corais. Um elemento típico da região é o bolinho de goma em forma de concha, chamado de sequilho.
Uma boa opção gastronômica são os ambientes sofisticados, confortáveis e aconchegantes dos restaurantes das pousadas de charme, que disponibilizam serviços personalizados e deixa o paladar do turista mais exigente.

Lagoas e Mares do Sul

O sururu, caldeirada, moqueca de mariscos, fritada de siri, maçunim ao coco, carapeba frita, camarão, polvo, patinha de uçá, siri, ostras, agulhinha frita, caranguejo, guaiamum são as atrações gastronômicas dessa região tão rica de mar, rios e lagoas.

Como sobremesa, uma tentação são as cocadas ou os doces de frutas variadas: mamão, caju, jaca, goiaba, abacaxi, que podem ser degustados com queijo tipo coalho ou manteiga, uma combinação saborosa.

Nessa região do litoral Sul de Alagoas está localizado o maior pólo gastronômico do Nordeste – Massagüeira –, às margens da lagoa Manguaba, distante 15 km de Maceió, onde a beleza do lugar compete com o paladar.

Cidades do rio São Francisco

Cidades do Sertão alagoano, margeadas pelo Rio São Francisco, tem na tradicional culinária regional seu ponto forte: pratos exóticos como a buchada de bode, sarapatel, charque na brasa com fava, galinha guisada ou ao molho pardo, macaxeira com carne sol e outras delicias da cozinha sertaneja.

Nos municípios ribeirinhos, o pitu é o carro-chefe da culinária. É um tipo de camarão grande extraído das águas do Rio São Francisco. A Pituzada é feita ao molho de coco, acompanhada de pirão e arroz, prato muito apreciado pelos nativos e visitantes.

Quilombos

A gastronomia da região quilombola é bastante diversificada. A feijoada é um exemplo da época da escravidão  e o  preparo das iguarias  preserva a tradição da época da Civilização do Açúcar. Outro prato bastante apreciado é o Pitú, um tipo de camarão grande extraído em abundância nos rios da região.

Fonte: http://www.turismo.al.gov.br

As praias da Copa 2014

Alagoas ostenta, com muito charme e propriedade, o slogan “É Bonito Demais”. São vários atrativos: cidades históricas, gastronomia, artesanato, folclore, lagoas, rios e 230 km de litoral pontilhado por piscinas naturais, enriquecidas pela segunda maior barreira de corais do mundo. As praias são belíssimas, emolduradas por coqueirais, falésias coloridas e dunas, onde caprichosamente a natureza colocou, lado a lado, em perfeita harmonia.  A extrema beleza das praias; a tranquilidade do mar com piscinas naturais; o verde dos coqueiros e o sol que brilha praticamente o ano inteiro contemplaram os municípios do litoral alagoano, como “As Praias da Copa”.

MACEIÓ

Maceió é a capital de Alagoas. Belíssima cidade contornada por uma enseada de 15 praias, numa extensão  40 km  de litoral emoldurado por coqueiros, o  mar azul intenso com piscinas naturais a 2 km da orla e 22 km de lagoa – a Mundaú -, que banha o Pontal da Barra, habitado por pescadores e rendeiras que produzem o filé, artesanato alagoano. A capital, com seu rico patrimônio histórico, tombado e preservado; rede hoteleira de qualidade; restaurantes nacionais e internacionais; Aeroporto internacional; Porto; Centro de Convenções; teatros; rico folclore e feiras de artesanato integram a infraestrutura turística e satisfazem às expectativas de quem visita Maceió.

MARECHAL DEODORO

Cidade histórica e detentora de um potencial natural e cultural invejáveis. Fica às margens de um complexo de lagunas formado por ilhas e mangues.  A antiga capital de Alagoas possui um expressivo acervo histórico; diversificado artesanato e um dos maiores polos gastronômicos do Nordeste, localizado no povoado de Massagueira. O município de Marechal Deodoro também é conhecido pelas belas praias, sendo a mais famosa a Praia do Francês, um badalado balneário com infraestrutura e muitas opções de lazer. O mar tem uma cor azul cristalino, protegido por um paredão de recifes, espaço ideal para o mergulho de contemplação, e parte de mar aberto, com ondas fortes, própria para a prática do surf.

BARRA DE SÃO MIGUEL

Barra de São Miguel conta com infraestrutura turística e é banhada por lagoa, rios e mar. A prática de canoagem pelo rio Niquim; os mergulhos para admirar a vida marinha; os passeios de barco pela lagoa cercada de mangues são alguns atrativos desse município conhecido também, por suas belas praias. A praia Niquim é cortada por um paredão de recifes que forma uma imensa piscina; a praia Barra Mar é o agito dos que buscam emoções no balanço das ondas. Outro grande atrativo local é o passeio de barco até o vizinho município de Roteiro, onde, entre a lagoa e o mar, fica a Praia do Gunga, um recanto paradisíaco  formado por uma ponta de areia branca, que avança  mar adentro emoldurada por coqueirais.

JEQUIÁ DA PRAIA

Jequiá da Praia é um recanto ecológico dotado de um ecossistema rico de flora e fauna; complexo lacustre formado por três lagoas, rios e várias praias exóticas. A praia de Jacarecica do Sul é deslumbrante, contornada por formações rochosas avermelhadas, denominadas falésias, com aproximadamente 30 metros de altura, que refletem o seu colorido nas águas do mar. Outra praia bastante admirada é a Barra de Jequiá, conhecida como Duas Barras, que oferece estrutura turística: pousada, restaurante, barcos para passeios entre as belezas naturais.

CORURIPE

A beleza de Coruripe se destaca pela singularidade de seus atrativos.  O povoado do Pontal de Coruripe é um atraente destino turístico, conhecido pela exuberância de sua praia e pelo artesanato confeccionado à base da palha de ouricuri. No local, há belas pousadas e restaurantes, que atendem satisfatoriamente ao visitante. O artesanato, no povoado, divide espaço com o da palha de taboa, comercializado pela Associação das Artesãs de Feliz Deserto, município onde a natureza revela seu esplendor, a exemplo da praia do Maçunim, que fica a 12 km de Pontal de Coruripe.

MARAGOGI

Maragogi é o segundo destino turístico de Alagoas. Destaca-se pela qualidade dos meios de hospedagem, gastronomia de frutos do mar e dos bolinhos de goma – também chamados de sequilhos-, artesanato confeccionado com a fibra da bananeira e derivados do coqueiro. O cenário da região é paradisíaco: vila de pescadores, antigos engenhos, fazendas com reservas e trilhas de Mata Atlântica, abundância de coqueirais que emolduram as praias de São Bento e Peroba, com suas águas mornas e cristalinas, que encantam os visitantes. Outro grande atrativo são as fascinantes piscinas naturais – conhecidas como galés, verdadeiros aquários formados pelas barreiras de corais.

JAPARATINGA
É um importante polo turístico que conta boa infraestrutura, em se tratando de restaurantes, hotéis e pousadas de charme que se destacam pelo diferencial da qualidade dos serviços. Destacam-se também as belíssimas praias de Japaratinga e Barreira do Boqueirão, com suas águas mornas, cercadas de belezas naturais, que enche os olhos do visitante.

PORTO DE PEDRAS

Tem uma bela paisagem entre o mar e uma encosta de pedras, além de um farol, no alto do morro, que realça ainda mais o contexto paisagístico. O cenário tropical é apaixonante. As praias de Tatuamunha e Patacho, quase intocadas, são de uma beleza incomparável. É na harmonia da natureza, entre o mar e o rio Tatuamunha,  santuário do peixe-boi,  que o turista contempla um belo cenário.

SÃO MIGUEL DOS MILAGRES

São Miguel dos Milagres mantém um aspecto de exclusividade, representada pelas pousadas de charme localizadas nas praias do Toque e Porto da Rua. A área é considerada um dos circuitos de hospedagem mais charmosos do Brasil. As encantadoras pousadas de charme se destacam pelo conforto, aconchego, atendimento personalizado e saborosa gastronomia.

PASSO DE CAMARAGIBE

Os visitantes se encantam com as belezas naturais do lugar: rios com por manguezais, topografia realçada por morros e um mar exuberante e rico na biodiversidade dos recifes de corais. As praias de Marceneiro e dos Morros encantam pela tranquilidade do lugar, e o som do vento nas palhas dos coqueiros transmite momentos de magia.

BARRA DE SANTO ANTÔNIO

As atrações naturais do município são o rio Santo Antônio, que corta a cidade; a Praia de Carro Quebrado realçada por falésias coloridas e a Ilha da Crôa, que mantém um aspecto selvagem e exótico. O município dispõe de boa infraestrutura no tocante a bares e restaurantes, onde os cardápios são encabeçados pelos frutos do mar preparados com o leite de coco.

PARIPUEIRA

A cidade tem um potencial invejável. Possui complexo turístico, com restaurante, recreação e barcos; aconchegantes pousadas, barzinhos e outros serviços que completam a infraestrutura do lugar. Destaque também para as praias, enfeitadas por vastos coqueirais, a exemplo de Sonho Verde e Costa Brava, onde o mar é calmo devido a formação de recifes de corais. Aliás, é no mar de Paripueira que se encontra a maior concentração de piscinas naturais do Brasil.

Fonte: http://www.turismo.al.gov.br

Outubro tem Festival da Mariscada em Maragogi

O Festival da Mariscada surgiu há 20 anos quando o prefeito da época visitava o povoado e degustava as delicias do marisco feitos pelas marisqueiras no povoado de São Bento, e teve iniciativa de proporcionar uma festa que trouxesse diversão, emprego e renda para aquela comunidade. Hoje este evento vem com uma nova roupagem: ganhou estruturas físicas, culturais e gastronômicas.

Local: Povoado de São Bento.
Informações: Prefeitura e Diretoria de Esporte e Lazer.

Tente resistir !!!

O Sabor da Região-Na Costa dos Corais os frutos do mar são a base dos mais deliciosos pratos. São várias as opções, desde robustas lagostas e camarões às muitas espécies de peixes e moluscos, preparados e servidos em diversas formas.
Além dos frutos do mar, nos bons restaurantes são degustados outros pratos regionais, como carne de sol, carne de bode, lingüiças, etc.

Doces típicos- Em Maragogi tem o tradicional Bolo de Goma, uma especialidade preparada com carinho e orgulho por muitos moradores de São Bento, onde famílias inteiras se dedicam a fabricação desta delícia. Outra delícia da região são os doces em calda, além da grande variedade de frutas regionais.

Artesanato – Bordados ponto de cruz, rendas, cestarias, peças em coco, madeira e fibra de bananeira são algumas das muitas manifestações da criatividade dos artesãos locais.

História – Importantes monumentos históricos e resquícios das presenças holandeses e portugueses na região desde a época da colonização do Brasil.

Fonte: http://www.costadoscorais.com

o caranguejo, maragogi, caribebrasileiro, mangue

Que bicho é esse?

Não sei se você já comeu, mas esse bicho é muito bom,
tem gente que tem medo, nojo, talvez seja por nunca ter experimentado,
não importa onde você esteja
se fazer parte do cardápio é uma boa pedida, mas tem que comer sem frescura,
abandonar o garfo a faca e se lambuzar.
Dicas: O caranguejo é um ótimo petisco, dificilmente você vai conseguir matar a fome
com ele, a menos que ele esteja vivo e pegue no seu dedo, com a dor
você vai esquecer por um tempo que estava com fome.